Engana-se quem pensa que a terapia floral é apenas tomar as gotinhas e um grande milagre acontece.
Como todo processo de cura, na terapia floral o desejo de ser curado também faz parte do tratamento.

Mas e com os animais? Como interpretar esse desejo de ser curado? Como identificar essa busca pelo equilíbrio? Como podemos trabalhar essa mudança de comportamento para que o animal tenha êxito com os florais?

Quando iniciamos o tratamento floral para um animalzinho, “ler” as informações desse animal é algo bem simples. A parte realmente complexa é conseguir que o seu tutor entenda que aqueles comportamentos indesejados são na maioria das vezes reflexo de uma conduta/postura humana.

Ou seja, se meu cachorro possui um problema comportamental, tenho que observar meu próprio comportamento.
Os animais tendem a refletir nossos desequilíbrios. Eles absorvem nossos medos, nossas preocupações, manias e até os traços de nossa personalidade.

Se na residência temos um tutor histérico, muito provavelmente encontraremos nesse lar, um animal também histérico/ barulhento, que assume comportamento inadequado para chamar a atenção.
Isso NÃO é uma regra geral e é obvio que cada caso deve ser analisado de forma bem cuidadosa. Mas em geral, é o que encontramos em boa parte dos casos.
E aí está o problema!

Pois é muito fácil e cômodo observar o problema do outro mas quando temos que lidar com os nossos, a situação fica bem mais delicada.
O tutor que muitas vezes faz a opção de tratar seu amigo com os florais, nem sempre está preparado para fazer uso dos florais também. E geralmente é preciso.

Os florais agem de forma mais rápida com os animais porque a mente deles não possui o mesmo grau de complexidade dos humanos. Mas nem sempre conseguimos tratá-los de forma tão rápida e eficaz porque precisamos da cooperação e disciplina de seus tutores.

As pessoas geralmente querem uma resposta rápida, que não absorva muito do seu tempo e que suma com esse comportamento inadequado como “por encanto”.

Muitos esquecem de administrar as gotas corretamente ou relata que o animal não aceita, foge, tem medo e etc. Ou que nenhuma mudança aconteceu.

Os animais acolhem a terapia floral de forma bem receptiva e existem vários meios de administrar, todas elas de forma nada traumática. Porque a ideia da terapia é equilibrar e não causar mais um transtorno.
Então quando relatam algum tipo de dificuldade com a administração das gotas, já conseguimos entender que a resistência na verdade vêm do tutor e não do animal. O animal por sua vez apenas exterioriza essa dificuldade.
Então, o terapeuta terá um grande trabalho para ajudar esse animalzinho de forma efetiva, pois primeiro terá que conscientizar esse tutor ou até mesmo tratá-lo com floral também para garantir assim que o beneficio do tratamento enfim chegue até esse animal.

Seu amigo sofre de problemas comportamentais? Quer tratá-lo com floral?
Então antes de iniciar as primeiras gotas, lembre-se que o sucesso do tratamento depende muito de você também.
Administre as gotas com disciplina seguindo as orientações de seu terapeuta. Lembre-se que dependendo do caso, algumas mudanças de postura ou até mesmo de rotina serão orientadas.
Faça! Siga a risca!

Informe ao terapeuta as dificuldades que forem surgindo e permita que ele vá orientando o que realmente precisa ser modificado.

Sabemos que ninguém entende tão bem do seu animal como você. Mas se algo está errado no momento, se ele está se comportando de forma inadequada, algo em você também deverá ser corrigido.

Ele não te obedece? Será que você tem auto confiança o suficiente para que ele perceba que o líder é você?
Seu animal é medroso? Qual a história dele? O que passou? Ou será que é você transferindo suas preocupações e insegurança?

Todos estamos interligados! Reconheço no outro o mal que mora em mim!

Use os florais para ajudar seu animal e faça uso também caso precise. Nada melhor do que um método simples, natural e eficiente para trazer equilíbrio e bem estar para seu pet.

Apenas não se esqueça que para o sucesso desse tratamento, o terapeuta precisa de sua ajuda, observação e colaboração.

Se temos um bom tripé (animal, terapeuta e tutor) o sucesso será GARANTIDO!!
Floralize seu animal adotando a terapia floral e garanta uma companhia equilibrada, obediente e divertida.